A gravidez é um momento de alegria, de curtir cada momento com a espera do bebê que está por vir. Ao longo dos nove meses de gestação, além dos cuidados com com a saúde no geral, os pais também aproveitam o período para organizar a chegada do novo membro da família, seja com a compra do enxoval ou com a adaptação da casa. O quarto do bebê está sempre na lista de prioridade e deve aliar uma decoração bonita, mas também funcional. E um elemento que agrega essas duas características e que costuma ser bastante usado no ambiente são os nichos para quarto de bebê.

Pensando em te ajudar nessa fase tão importante da sua vida, selecionamos algumas dicas para você montar os nichos e deixar o quarto do seu maior tesouro ainda mais especial.



Versatilidade

Além da função estética, fazendo composição com a decoração, os nichos para quarto de bebê podem ser bastante funcionais e facilitar o dia a dia dos pais. Eles podem cumprir a função de organizar utensílios, por exemplo. “Além da função decorativa, são elementos funcionais e utilitários, já que, quando dispostos próximos ao trocador, serão úteis para facilitar o trabalho dos pais, uma vez que itens de higiene e cuidados vão estar ao alcance das mãos”, afirma o arquiteto Artur Diniz. Os nichos também servem para deixar o quarto do bebê mais organizado. “Eles podem cumprir a função decorativa e, ao mesmo tempo, de organização de brinquedos e bichinhos de pelúcia, acrescenta a arquiteta Vanessa Gomes, do escritório Mucam Arquitetura.

Local para a instalação dos nichos

Apesar de facilitar a rotina dos pais quando posicionados em cima do trocador ou da cômoda, não existe um local definido de onde usar os nichos na decoração. Porém, como se trata de um quarto de bebê, que pede uma decoração mais delicada, é preciso tomar cuidado para não sobrecarregar no visual. “Embora os nichos possam ser colocados em mais de uma parede, é preciso ter cuidado para não sobrecarregar o ambiente com excesso de informações. A localização deve levar em consideração uma composição estética harmoniosa, que preencha de forma criativa os espaços vazios. Os nichos salientes em relação à parede devem garantir uma livre circulação a fim de evitar acidentes. Neste caso, pode-se usar nichos com cantos arredondados”, ressalta Artur Diniz.



Pronto ou sob encomenda

Na hora de comprar os nichos para quarto de bebê, são várias as questões que devem ser analisadas antes de decidir adquirir os objetos já prontos ou mandar fazer sob encomenda. A primeira delas diz respeito aos custos e isso depende do orçamento que se tem disponível. “Existem prontos em várias opções de tamanhos, formatos e materiais. 

Os nichos prontos geralmente são produzidos em grande escala e tendem a ter um custo mais acessível”, diz Vanessa Gomes. “Para quem não está disposto a gastar muito, basta comprar uns poucos nichos em lojas de departamentos ou mesmo pela internet, e acrescentar alguns brinquedos para dar ao quarto o tom infantil com um custo mais baixo. A beleza vai estar em saber uma boa composição”, acrescenta Artur Diniz.

Apesar das vantagens na hora de escolher o nicho pronto, é preciso atenção. “Temos que observar que, embora comprar nichos prontos garantam rapidez na aquisição e, em alguns casos, o preço seja bastante atrativo, estes podem deixar a desejar, principalmente no quesito acabamento e variedade das formas, cores e dimensões”, explica o arquiteto. Além disso, nem sempre os nichos prontos se adequam à decoração do quarto do bebê. “A opção por comprar pronto ou fazer sob medida vai depender da composição que se pretende com os demais móveis do ambiente ou se as opções disponíveis no mercado vão atender e caber no espaço. Por isso, é importante saber as medidas do local e o que terá no quarto de uma maneira geral”, complementa a arquiteta.



Para quem busca algo mais único e perfeito para o ambiente, o ideal é procurar um marceneiro ou até mesmo trabalhar com as próprias mãos. “Se a pessoa deseja originalidade e algo que se adeque perfeitamente na decoração e na proporção do ambiente, é importante que tenha boas ideias, recicle objetos, desenvolva algo por você mesmo ou trabalhe com um bom marceneiro”, afirma Artur Diniz.

Nichos na parede ou embutidos?

Outro cuidado na hora de tomar a decisão pelos nichos para quarto de bebê é como eles vão ser apresentados na decoração e o tamanho do ambiente pode influenciar na escolha, além do orçamento. “Se estiver na dúvida entre escolher nichos fixos na parede ou embutidos, avalie alguns critérios, como custo e dimensão do espaço, juntamente com o efeito que se deseja obter. 

Já os nichos embutidos podem dar um visual mais sofisticado, mas pode dar um trabalho maior na instalação. “O nicho embutido exige um custo maior pois é necessário executar um painel que, via de regra, ocupa toda a parede, resultando em uma maior sensação de sofisticação visual. A dimensão deve ser avaliada, já que nichos embutidos requerem ambientes maiores pois, para criar este efeito, será necessário executar um grande painel na profundidade do nicho, o que pode resultar na diminuição do espaço útil do quarto”, acrescenta o arquiteto. Vanessa Gomes alerta para que o espaço disponível seja avaliado antes. “Geralmente é um ótimo recurso para se compor com paredes que têm um recuo ou um ‘dente’ formado por estruturas como um pilar”, pontua.



Materiais

Os nichos para quarto de bebê podem ser feitos de diversos materiais a também acabamentos e é sempre importante pensar em algo que deixe a decoração harmônica. “Ele pode combinar com o restante da decoração. Os mais tradicionais e de custo acessível encontrados no mercado são de MDF ou MDP. Mas é possível fugir do padrão e utilizar acrílico, pallet, madeira de reflorestamento, vidro ou até mesmo vime. A escolha do material vai depender da harmonia com a decoração do quarto e do efeito que os pais querem trazer para o ambiente através deles”, ressalta Artur Diniz. 

Há ainda a possibilidade de arriscar fazer os próprios nichos e ter algo bastante exclusivo no quarto do bebê.” Se os pais optarem pelo famoso ‘faça você mesmo’ e se não estiver disposto a gastar, podem dar uma olhada em casa e, com um pouco de tempo, criatividade e ajuda da internet, é possível aproveitar algum objeto esquecido em casa e transformá-lo em um belo e inusitado nicho”, sugere.

Composição

Apesar de ser um elemento onde se pode ousar, existe o risco de errar facilmente se não souber integrar os nichos entre si. “É importante criar um diálogo entre eles através de formas e materiais utilizados. Se resolver revestí-los com tecidos diferentes, utilize estampas, temas ou cores que dialoguem entre si. As formas e materiais também devem ter algo que os façam dialogar”, explica Artur Diniz. “Os nichos podem se tornar o charme do ambiente permitindo várias composições, inclusive eles não precisam estar sozinhos e podem dividir uma parede inteira com prateleiras, luminárias, quadros e podem formar com estes elementos uma agradável composição”.

Formatos de nichos para quartos de bebê

São muitas as opções de formatos, sejam os mais tradicionais quanto outros mais ousados. Ficar entre uma forma mais tradicional ou outra mais diferentes vai depender da temática ou do conceito que se pretende utilizar na decoração. “Se a intenção é contemplar um tema específico, será necessário desenvolver formas e desenhos personalizados, para melhor ilustrar o tema, mas será preciso contratar um bom marceneiro e o resultado será original e encantador”, pontua Artur Diniz. Além de enriquecer a decoração, nichos temáticos são interessantes na medida em que possibilitam contar uma história através do próprio tema, da forma dos nichos, dos brinquedos e objetos que compõem. “Pode fazer nichos com desenho de letras, de nuvens, de casinhas, de personagens de desenho”, exemplifica ele.



Cores dos nichos para quarto do bebê

O quarto do bebê é um ambiente que permite o uso com mais liberdade da imaginação e ousar nas cores é uma das possibilidades. “Esse é um ambiente onde o bebê vai entrar em contato constante e aprender, de forma lúdica, os elementos que fazem parte do mundo. Mas é preciso ficar atento aos efeitos desejados pois os nichos podem ser mais discretos visualmente ou chamar a atenção para si”, conta Artur Diniz. Essas duas possibilidade vão nortear a escolha das cores para os nichos. “Quando não se deseja muito apelo visual, usa-se formas simples e repete-se a paleta predominante do ambiente nos nichos, que se integram mais facilmente à decoração. Mas se a intenção é dar um destaque maior aos nichos, para que eles adquiram uma maior importância, será interessante variar as formas e usar cores contrastantes com a paleta já usada no quarto. Já se for um momento que o bebê está sendo levado a perceber as cores, pode-se usar os nichos com cores diferenciadas”, completa.

Tamanho

Não existe uma obrigatoriedade do que será usado em cada nicho no quarto do bebê, mas ter uma ideia em mente pode facilitar o dimensionamento deles. “Os nichos devem ser imaginados juntamente com o restante da decoração, para ocupar de forma inteligente e criativa os espaços vazios e, ao mesmo tempo, não deixar faltar espaço para outros itens como poltrona, berço, cômoda, entre outros. Como geralmente são usados vários nichos, eles não precisam ser todos iguais em forma e tamanho, o que vai facilitar o seu uso com brinquedos e objetos de tamanhos diversos”, sugere Artur Diniz.

Nichos para quarto de bebê com iluminação especial

Os nichos para quarto de bebê podem vir com um charme a mais, como uma iluminação específica para eles. “A iluminação será sempre um recurso útil para enriquecer a decoração, atrair o olhar para um determinado ponto, valorizar os próprios nichos e brinquedos, sem falar do poderoso efeito lúdico que vai proporcionar. Só não se deve esquecer que a iluminação deve ser suave e discreta, para garantir o sono tranquilo do bebê”, explica Artur Diniz. As possibilidades para iluminar o nicho podem ser mais simples ou mais complexas. “No caso de mobiliário fixo onde os nichos são feitos sob medida e incorporados aos móveis planejados, é possível colocar uma iluminação com fita de LED ou spots de luz para agregar um charme a mais”, detalha Vanessa Gomes.

Cuidados com os nichos para quarto de bebê

Apesar de bonitos e funcionais, é preciso ter cuidado na hora de instalar os nichos para quarto de bebê para garantir toda a segurança para o pequeno. “É importante salientar o cuidado na hora de fixar os nichos na parede para não comprometer a segurança. Observar o sistema construtivo, se é parede de alvenaria, bloco de concreto ou gesso, por exemplo, para que se possa utilizar buchas e parafusos adequados para cada caso”, conclui a arquiteta.